(13)3024-2005 | E-mail
Publicações:
Leia as publicações dos profissionais da Advogados em Santos .
Adulterar Atestado médico  Dispensa 13° Salário e Férias Proporcionais

Adulterar Atestado médico Dispensa 13° Salário e Férias Proporcionais

Empregados que cometem atos faltosos, simplesmente impedem a continuidade da relação contratual, quebram a confiança, mesmo que em seu histórico funcional não se constate uma única advertência ou suspensão. Como exemplo podemos citar o caso do empregado que apresenta atestado médico falso a fim de justificar sua ausência no trabalho.

Tal conduta configura ato de improbidade, infração contratual de natureza grave, que se enquadra nas alíneas “a” e “b” do art. 482 da CLT,
além de configurar ato tipificado como crime pelo código penal (art. 299) por falsidade ideológica.

A punição deve ser aplicada quando confirmado o ato de improbidade, sendo importante que a empresa colha provas de que o empregado foi o responsável pela falsificação ou adulteração do atestado apresentado.

Não é necessária a exposição do empregado frente aos demais funcionários, mas o empregador deverá contar com a presença de pelo menos uma testemunha, que poderá, caso necessário, esclarecer o ocorrido.

Em alguns casos o próprio empregado acaba assumindo a falsificação do documento, especialmente quando os fatos já estiverem esclarecidos.

Vale lembrar que, assim que confirmada a fraude, a empresa deve, se for o caso, realizar a dispensa do empregado por justa causa, observando o requisito da imediatidade, sob pena de se configurar o perdão tácito.

O empregado dispensado não tem direito ao Aviso Prévio, 13° salário, Férias Proporcionais + 1/3, Saque do FGTS, Multa de 40% sobre
o FGTS nem seguro desemprego.

Fonte:

https://www.migalhas.com.br

https://www.conjur.com.br

Compartilhar esta publicação